domingo, março 29, 2009

Aviso

Continuo à procura de uma maneira de conseguir purgar o que sinto. Como purgar o sentimento que me corta o ar sempre que paro e me deixo sentir…

Este blog não tem, portanto, um fio condutor que se preze. Não é regular ou relativamente previsível.

Tão depressa é bem disposto como negro ou melancólico.

Lamento.

Este blog será como sou. E quanto a isso... nada a fazer :\


Banda sonora: Piers Faccini - a storm is going to come

2 comentários:

anitacanita disse...

E ainda bem!

pedro disse...

"Continuo à procura de uma maneira de conseguir purgar o que sinto."

Mas porque razão queres tu fazer isso?!

António Damásio reescreveu o que Descartes tinha escrito. Passou "Penso, logo existo", para "Sinto, por isso penso, logo existo".

Porque razão queres tu purgar um sentimento? Isso é o que te faz pessoa, é quem tu és.

Na minha opinião, o que tens de fazer é tentar entender o sentimento, e daí tirar alguma sabedoria.

Abraços.