segunda-feira, outubro 26, 2009

Looking back

A brincar a brincar, um blog acaba por ser quase um diário da vida de uma pessoa. Fale-se de assuntos pessoais ou apenas da actualidade mas há sempre a impressão da nossa personalidade no que escrevemos. É inevitável e gosto que assim seja.

De vez em quando dou por mim a recuar no tempo, a voltar a ler os meus posts iniciais.

Era uma miúda mais alegre, depois triste, depois receosa e agora acho que não sou nada.

Antes ainda conseguia escrever (e não digo que bem mas acho que as minhas poesias embora nada de especial são legíveis e têm sentimento) e há muito tempo que já não o faço. Lá está a maldita da dormência.

Antes tinha momentos de boa disposição e era capaz de contar as peripécias da minha vida. Continuo a tê-las mas acho que não as vivo com a mesma emoção.

Acho que o que me faz andar um pouco mais, ter um sentido de propósito e ao mesmo tempo uma dor de cabeça, é a associação protectora de animais.

O meu trabalho não se adequa ao meu feitio e isso cada vez mais me pesa. Noites e noites de urgência pesam. A responsabilidade pesa, o poder de decisão pesa, a ingratidão e injustiça pesam.

Sei que na vida real, embora esteja muito mais isolada e resguardada, não saindo para ocasiões sociais, sei ser bem disposta e fazer umas piadas.... mas tudo me pesa.... muitas vezes essa boa disposição gasta muita da energia que tenho em mim.

As férias já não são coisas "to look forward to". São dias que passam depressa, com muito que fazer ou num local onde não quero estar. Ultimamente são sinónimo de preocupação ou dor.

Acho que ando um pouco à deriva. E o blog reflecte isso mesmo. Obrigado a quem ainda passa por aqui... pode ser que um dia o vento mude.

5 comentários:

Lactrodectus Mactans disse...

O tempo vai nos moldando...

Bloguótico disse...

No meu caso, o "crónica" mantém-se o mesmo desde o começo, ou seja, mantém-se "apalhaçado" à minha imagem e semelhança! LOl

Inês Carlos disse...

Claro que o vento vai mudar...até sei que no fundo já mudou, só falta te aperceberes disso!

Beijinhos grandes

Catarina disse...

Força.
Força para continuar.
Mas normalmente há fases. E essa fase irá acabar por mudar.

;)

Rómulo disse...

Como basicamente só conheço este registo teu, não consigo identificar fase nenhuma, por isso, por mim está tudo normal ;) Também estou nessa condição de ser 'nada' (nem alegre, nem triste), também estou resguardado e nem saio para ocasiões sociais, e a minha experiência das férias é idêntica à tua :D Acho isso muito normal, mais do que se fosses constantemente alegre ou triste por exemplo, a não ser que isto fosse um blog de uma personagem fictícia (também existem as reais ;D ) e não de uma pessoa a sério.