sexta-feira, novembro 25, 2005

Calma

Hmm é dificil escrever de um modo programado... afinal de contas este blog é para mim algo espontâneo, um exorcismo... um escape... É dificil ser espontânea de um modo programado... Mais... é nos momentos antes de me deitar, em que episódios da minha vida me passam à frente que me apetece dissertar...

Mas tenho que me habituar ao q tenho e n reclamar suponho...

Este blog tornou-se mais calmo tanto em posts como comentários... é natural, tudo na vida acalma, por hábito, desinteresse ou simplesmente porque sim.

Dei por mim mtas vezes a pensar se alguém que lesse o meu blog me conheceria... a resposta é Não. Talvez haja 4 pessoas, talvez 5 que me saibam ler. Sou uma pessoa extremamente fechada, sei disso e reconheço-o. Poucas são as pessoas que me sabem ler a expressão, o tom de voz, o olhar... Uma está em Gales, outra em Coimbra, outra na Suécia e uma normalmente em Lisboa... a 5ª? madrid!.... mesmo à mão né?

Dou mt valor às pessoas que me conseguem ler o silêncio. E igualmente às pessoas que o respeitam.

Quem ler este blog não me conhece. É simplesmente uma parte de mim. Uma parte que na vida real não se vê. É uma sintese de todos os meus momentos de dor, que quem apenas me conhece pessoalmente não vê. Este blog, portanto, pinta-me muito negra. Talvez o seja, mas não a este nível.

Aparentemente sou uma pessoa animada e com piada no dia a dia. Não sou pessimista, mas também não me considero optimista.

Quem apenas me conhece no dia a dia, sem grande intimidade, não me conhece para além do que deixo mostrar, o que é pouco. Aparento frieza perante a vida, algo que não possuo. Não partilho a minha dor com os outros pq não axo que o deva fazer. Logo, as pessoas não me conhecem. E não é por n mostrar que n sinto... apenas me controlo para não o fazer.

Já me disseram que não deveria ser tão fechada... que deveria desabafar, é raro fazê-lo, simplesmente pq não vejo qualquer vantagem nisso. Revivo emoções que tentava controlar, sobrecarrego outra pessoa com um problema que não pode resolver para q? Aprendi a depender de mim, e portanto, os meus problemas são meus, e terei de ser eu a lidar com eles, resolvê-los ou carregá-los. Penso que ganhei este hábito pc antes de ir para a faculdade, pq há problemas que não podem ser partilhados. E a partir daí pq partilhar pequenos problemas se o grande problema n pode ser partilhado?...

Costumo dizer q tudo na vida é uma questão de hábito: a solidão, a frieza, o controlo, a dor.... é tudo uma questão de hábito. É então que entra a dormência...

6 comentários:

Ana disse...

Ao contrário do que possas pensar não vou dizer que estás errada... compreendo-te... mais do que se calhar imaginas... o consolo é saber que no meu caso, mesmo que longe estás sempre desse lado para me ajudar se precisar, e espero que saibas o mesmo em relação a mim... jokas

Nocas disse...

Fico feliz por ser umas das 5...e orgulho por ser uma "mana" pa ti, pq te conhecer tão bem, por te aceitar como és...pq saber que tenho alguém sincero em quem posso confiar (sim pq só tu mm "tens lata" pa me dizer qd alguma é feia ou me fica mal...lol)! Tenho pena que mais pessoas n te conheçam tºao bem e n te aceitem como és! Adoro tar ctg...posso mm dizer qd tás bem disposta é a pessoa mais cómica e alegre que eu conheço! adoro-te:) e mm longe sabes que tou sempre aqui pa ti :)
jinhos fofos

Dumb disse...

Poucos mas bons. Acabas por ter sorte, até porque hoje em dia a distância fisica não impede que as pessoas estejam perto umas das outras...

anitacanita disse...

adorei este post :)
e assino por baixo do q disse a minha mana (de sangue)!

és especial taina e é pena que nem toda a gente perceba isso... mas deixa estar, fazes-nos sentir tb especiais por fazer parte desse grupo tão restrito.
Já te disse que gosto muito de ti? então digo outra vez: GOSTO MUITO DE TI! (e olha q nos dias q correm não posso dizer isto a muita gente...)

beijocas grandocas

Monisha disse...

Taina... como eu te compreendo...

Pouco tenho a dizer ao que escreveste, talvez apenas que compreendo o que sentes e a forma como encaras a tua vida e os teus problemas... talvez nunca nos tenhamos apercebido... mas nesse aspecto somos mto parecidas!
É-nos muito mais facil ajudar os outros do que "sobrecarrega-los" com os nossos problemas! Somos assim, tudo em nós tem de ser tirado a "saca-rolhas" e o nosso mundinho torna-se pequeno e fechado! Apenas mostramos ao resto do mundo o que nos apetece e o que nos interessa, podemos rir a gargalhada mesmo quando choramos por dentro... e as vezes até parece fácil...

Não é ser fria!, é simplesmente estarmos habituadas a termo-nos só a nós proprias!

Um beijinho grande

PS: Dsclpa o testamento, mas este post deu-me k pensar

Anónimo disse...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. dyson model dc-15 vacuum cleaner allshopping.co.uk shop for vacuum cleaners online miele vacuum cleaner tuners handspring pdas Commander chairs tennessee sanyo vacuum cleaners manuals miele vacuum cleaners vacuum cleaner celexa fact 97 kia sephia pictures buy buy provigil online http://www.accountecommercemerchant.info/Movingcompanies.html Saab barcelona Cataract surgery from steen hall eye institute