quinta-feira, dezembro 22, 2005

Cansaço

Tou cansada. Hj tive o meu último dia de aulas (amanhã tb tinha mas baldámo-nos todos)....

Tou sem espírito pq não tenho sequer tempo para usufruir dele se o arranjar. Daqui a pouco vou estudar, e vou ter de continuar a fazê-lo até meio de fevereiro. O pior é que foi um semestre trabalhoso, com muito trabalho e nervos em franja à mistura.... É dificil descomprimir de repente.

Visitei a semana passada duas explorações de aves. Posso dizer que não tenho pena nenhuma dos pintos. Muito espaço para correr, comida e água sempre à disposição e uma temperatura toda catita.
Depois visitei uma exploração de galinhas poedeiras.... Apesar de ser estudante de veterinária e ter de ter alguma indiferença e outra maneira de olhar para muitas coisas, confesso que me "doeu" ver o que vi. Milhares de galinhas num só pavihão, empilhadas em baterias (gaiolas) até 3 metros de altura. As baterias deveriam ter à volta de 50cm por 50 e tinham no seu interior 5, por vezes 6 galinhas poedeiras, o que implicava que pouco se conseguissem mexer. Também me custou ver que têm um acesso muito limitado à luz, é um sitio escuro, e a luz artificial só entra por um lado da bateria.

Vão sair agora novas regras de criação de galinhas... e apesar de me ter custado ver algumas das coisas que vi, não concordo com todas elas. Vi galinhas de bico cortado. E não é nada de outro mundo, apenas a ponta é cortada. Mas isto não é feito só por se fazer, como tudo em produção animal, tem um objectivo: evitar que os animais se magoem uns aos outros. O mesmo se faz com os porcos: corta-se o rabo e os dentes caninos de modo a que eles não se magoem TANTO uns aos outros (os porcos são por vezes canibais). O corte de bicos vai ser abolido, e vai ser obrigatório colocar lixa para elas afiarem as unhas, ou seja, vai ser uma carnificina fixolas!
Vai ser também obrigatório reduzir a densidade das gaiolas (boa) e fornecer um poleiro (óptimo). Será tb obrigatório haver areia para as galinhas se rebolarem. Esta vai ser um pouco mais complicada, pq a qtdade de parasitas que vão ficar na areia, que não vai ser limpa pq os produtores n tão para limpar 25 mil galinhas por semana, será enorme e poderá ter efeitos importantes na saúde das galinhas.

É costume ouvir dizer que se o animal não estiver bem, não produz. Até é verdade... mas há muito que poderia ser melhorado.

Fui esta semana a um matadouro e espanto dos espantos nem foi o abate em si que me fez confusão (os porcos eram insensibilizados bastante rapidamente) era a condução dos porcos até à manga do abate.... O magarefe nem dava tempo aos animais para pensar e batia a torto e a direito com um bastão de borracha. E chegada à manga final, se n quisessem entrar levavam um choque eléctrico para os incentivar.

Ora... os choques eléctricos são proibidos e nem olhando para este cenário do ponto de vista do bem estar animal, todos estes comportamentos vão causar uma diminuição da qualidade das carnes (principalmente em suinos que são mais sensiveis) devido ao stress a que são sujeitos.

Infelizmente este matadouro foi qs uma visita ao "o que não fazer num matadouro".... o que os olhos n vêm o estômago n sente né? Apesar de tudo, cabe ao vet evitar que o que vimos de mal aconteça...e algo me diz que o meu professor de inspecção vai ter uma conversa com o pessoal do matadouro.

Se eu não passar por cá antes.... um bom natal!

2 comentários:

Dumb disse...

Coitadas das galinhas. Já não chegava passar a vida a pôr ovos ainda o têm que fazer sem privacidade...

Que as condições melhorem para elas, quanto aos porcos... Não se pode agradar a toda a gente.

Anónimo disse...

What a great site video surveillance auxerre Martin kia bowling green refinancing http://www.anxiety-lexapro.info Sunoco credit card payments online Gifts and collectibles stationery christmas data recovery shareware Grandpa and grandma sex Kinetic lady watch Online casino game craps payday advance Digital camera very easy to use pornstar pornstar